19.2.13


QUE VERGONHA!

     A 0h 30 desta terça-feira, dia 19 de fevereiro de 2013, chegou ao aeroporto dos Guararapes, no Recife ( Brasil), a sra. Yoani Sanchez.  Quem é ela? Atualmente é uma das pessoas cubanas mais conhecidas no exterior.  Yoani luta, como uma espécie de “Quixote do Caribe”, por um bem essencial à vida humana: a Liberdade de Expressão. Em Cuba- qualquer pessoa de bom senso sabe-  essa liberdade inexiste, e não é  de hoje. Cuba sepultou os ideais humanistas do Socialismo puro.
     Esperava-se uma recepção decente à  fisicamente frágil blogueira de Havana. O Brasil tinha essa fama, a de ser um país hospitaleiro. Tinha!  O que ocorreu ontem no Aeroporto dos Guararapes foi uma vergonha. Agrediram a jovem senhora com palavrões, palavras-de-ordem ensaiadas agressivas e até tentativa de agressões físicas, ( puxaram-lhe os cabelos)  desrespeitando, assim, a Lei Maria da Penha, tão rigorosa no Brasil.  Mas quem estava lá para defender a frágil senhora? Onde estavam as forças policiais para “manter a ordem”?  Onde estavam os defensores dos Direitos Humanos? Onde estavam  as feministas que saíram às ruas, recentemente, em defesa das vadias? Yoani Sanchez não é uma “vadia”; ela é uma cidadã corajosa que enfrenta, apenas com um computador , a tirania de uma dinastia que se diz “socialista”.
      Fui admirador e seguidor dos princípios fundamentais do Socialismo. Mas. para mim, ser socialista era ser libertário e não liberticida.
      Pernambuco pede-lhe desculpas, sra. Yaoani Sanchez!   Pernambuco não é isso que a senhora viu no Aeroporto Internacional dos Guararapes!  Pernambuco foi o berço da República e das lutas libertárias.
      Vou procurar um buraco no solo e enfiar a minha cabeça!

2 comentários:

Lucivanio Jatobá disse...

VEJAM O QUE FOI DIVULGADO A IMPRENSA :
Uma dezena de manifestantes a favor do regime comunista cubano usou cartazes acusando Yoani de agir sob influência dos EUA em protesto realizado no desembarque da ativista no aeroporto de Salvador, nesta manhã. A cubana já havia sido alvo de manifestantes ao desembarcar na madrugada em Recife, onde fez uma escala antes de seguir para a Bahia.

"Ao chegar, muitos amigos me deram boas vindas, e outras pessoas me insultaram, gritando. Quem dera em Cuba se pudesse fazer o mesmo. Viva a liberdade", escreveu Yoani em seu Twitter, em relação aos manifestantes no Recife.

Luis Diniz disse...

Parabéns pelo blog, Lucivânio. Vou seguir, com certeza!